Resolvendo Todos Os Problemas Do Windows E Outros Programas

Resenha de livro - Hacking: The Art of Exploitation, 2ª edição

ITworld.com -

Hacking: The Art of Exploitation, 2ª edição (Jon Erickson, No Starch Press, 2008) é um livro intenso, completo e extremamente bem escrito que pode levá-lo dos conceitos básicos de hacking à construção de seu próprio código de segurança em um tempo surpreendentemente curto. É provavelmente o melhor livro para ler se você quiser um entendimento completo das várias técnicas de hacking, especialmente se você souber o suficiente sobre programação para colocar um pouco do que aprendeu em prática - não para hackear, espero, mas para usar o mesmo habilidades para teste de vulnerabilidade e o mesmo conhecimento para proteger sua rede.



O livro fornece consistentemente explicações claras, mas detalhadas. Em seus oito capítulos, ele estabelece uma base para a compreensão dos métodos básicos de hacking (identificando e explorando fraquezas no código implantado) e segue com detalhes sobre como falhas específicas levam a ataques específicos. O autor também apresenta contra-medidas muito úteis - aquelas que detectam exploits e aquelas que as desviam.



O Capítulo 1, Introdução, define as expectativas para o resto do livro. Ele apresenta o funcionamento complexo e de baixo nível dos computadores de uma forma que a maioria dos usuários de alto nível provavelmente achará bastante esclarecedora.

O Capítulo 2 enfoca a programação. Parte deste material inicial pode parecer mais detalhado do que o necessário para aqueles que já programam há muito tempo, mas não insulta o leitor por ser muito introdutório. No final do capítulo, o leitor já está começando a usar o código de amostra e uma sólida expectativa do que os próximos capítulos sobre métodos e meios fornecerão.



O capítulo 3 pode ser considerado a verdadeira essência do texto. Ele apresenta todos os tipos de exploits de hackers, desde estouros de buffer de pilha e heap, ataque de negação de serviço, sequestro de TCP / IP, varredura de portas e muito mais. Se esses são conceitos vagos para você, certamente não o serão mais quando terminar este livro.

O Capítulo 4 trata de ataques relacionados à rede. Ele começa com explicações básicas sobre camadas OSI, soquetes e outros e, em seguida, prossegue com como os conceitos de rede levam a exploits de hackers.

Os capítulos 5 a 7 cobrem o shellcode (a carga útil na exploração de uma vulnerabilidade específica), contra-medidas e criptografia.



O Capítulo 8 resume o escopo amplo e detalhado do livro com algumas mensagens fundamentais para levar para casa.

Achei a abordagem do livro, começando com explicações básicas de falhas e exploits, passando pela programação e depois centrando em técnicas de exploração específicas, muito eficaz. Alguns exploits mais antigos (como o ping da morte) podem não ser mais motivo de preocupação, mas as implicações históricas de falhas uma vez exploradas e eventualmente frustradas podem ajudar o leitor a entender como os sistemas e firewalls evoluíram como resultado. As dissecações das técnicas de hacking são excelentes.

Você pode aprender coisas como corromper a memória do sistema e executar código arbitrário por meio de estouros de buffer e strings de formato. Você verá como superar as medidas de segurança comuns usadas com sistemas de detecção de intrusão. Você aprenderá como usar um depurador para ler os registros do processador e o conteúdo da memória. Você pode até aprender a quebrar certos protocolos de criptografia. Quer você seja um administrador de sistema ou um programador, provavelmente sairá deste livro com um senso renovado da importância das técnicas de codificação defensivas.

O livro inclui LiveCD - uma programação Linux completa e ambiente de depuração que você pode executar sem modificar seu sistema operacional de trabalho. Isso significa que você pode realmente depurar código, estourar buffers, sequestrar conexões de rede, contornar proteções configuradas para enganá-lo, explorar fraquezas criptográficas e criar suas próprias ferramentas de hacking, se quiser experimentar.

Com quase o dobro do tamanho da primeira edição, este livro é uma pechincha e uma obrigação para quem deseja entender os meandros do hacking.

Assim como o dia em que me tranquei fora de casa me colocou em uma mentalidade totalmente diferente em relação à sua penetrabilidade, este livro mudará drasticamente sua visão da segurança do sistema.

Esta história, 'Resenha de livro - Hacking: The Art of Exploitation, 2ª edição' foi publicada originalmente porITworld.