Desmistificando o mundo do LaTeX

O LaTeX (pronunciado “latek”) é um sistema de preparação de documentos bastante utilizado para artigos científicos e matemáticos. Apesar de poder ser um pouco intimidante ao início, é muito melhor que o Word na maioria das situações. Não só é mais fácil de usar e formatar os documentos sem subjectividade, como ficamos com uma apresentação muito mais profissional.

Neste post pretendo introduzir alguns dos comandos básicos que podemos utilizar para formatar um documento, começando por um pequeno hello_world.tex:

\documentclass{article}
\title{Hello LaTeX}
\author{Miguel Duarte}
\date{Junho 2011}
\begin{document}
\maketitle
\begin{abstract}
Aqui podem, opcionalmente, escrever um abstract.
\end{abstract}
Olá mundo!
\section{Secção}
\subsection{Subsecção}
Conteúdo
\end{document}

Para produzir um documento é necessário ter o LaTeX instalado no vosso sistema. Gerar um documento PDF é tão simples como correr o seguinte comando no terminal:

pdflatex hello_world

Para criar secções, basta utilizar o comando \section{Nome da Secção} e \subsection{Nome da Subsecção}. Isto torna a nossa vida muito mais fácil do que andar a brincar com os headers do Microsoft Word.

Se o documento for muito grande ou se utilizarem um sistema de versões para histórico ou colaboração, torna-se uma boa prática separar cada capítulo/secção em ficheiros separados. O ficheiro capitulo_um.tex pode ser referenciado no ficheiro principal colocando \input{capitulo_um} na zona correspondente.

Se quisermos referenciar uma imagem, podemos fazê-lo com o comando figure:

Existem bastantes alterações que podemos aplicar à imagem. Visto que as imagens são flutuantes no LaTeX, não podemos garantir que ficará no sítio exacto onde a colocamos. Para tentar força-la a ficar num determinado local, podemos usar \begin{figure}[h!]. Se quisermos alterar o tamanho ou ângulo da imagem, podemos indicá-los com:
\includegraphics[width=45mm,angle=-90]{figures/imagem_um.png}
Também pode ser necessário colocar várias imagens no mesmo local. Isto pode ser feito com uma ou mais scaleboxes. Ao usar o \setlength estamos a colocar uma border:

Podemos referenciar estas imagens facilmente no texto, sem ter que colocar o número hardcoded, o que nos poderia trazer problemas ao inserir/remover imagens. O comando \ref{fig:imagem_dois} irá ser substituído pelo número da imagem na altura da compilação do documento, facilitando o referenciamento.

Neste sistema, existem vários caracteres especiais que podem ser acedidos através do backslash (\). O símbolo utilizado para comentários é o de percentagem (%), pelo que se quisermos utilizá-lo normalmente no texto temos que fazer o escape com o backslash(\%). Existe também um poderosíssimo sistema de fórmulas. Aqui fica um exemplo:


\begin{equation*}
b_{i,s} = \frac{N_{i,s}}{T_{i,s}} \cdot 10^{-1} +
\sum_{j=1}^{\mbox{n$^\circ$ P}}\frac{\Delta_{\phi} - dist(p_j,\mbox{$\theta$})}{L}
\end{equation*}

Fórmula em LaTeX

Estas são as funcionalidades básicas. Existem muitas mais opções que podem ser pesquisadas à medida que vão sendo necessárias. Caso seja necessário de uma secção de referências no documento, o mais indicado é o BibTeX. Aviso também que fazer tabelas pode ser doloroso! Dois recursos bastante bons são o StackExchange para TeX (o TeX é um subset do LaTeX) e um livro em formato wiki, totalmente gratuito.